A PROBLEMATIZAÇÃO DO AMOR

Amar as vezes dói e lidar com a dor é algo muito desnecessário. Ta bom, talvez devêssemos passar por isso pelo menos 1 vez na vida. Mas mesmo assim acho melhor estar com o coração limpo. Assim deve ser mais simples viver. Assim devemos levar uma vida mais light e sem problemas além dos de sempre.
Assim evitamos embrulhos no estômago e angústia chorosa que só serve pra borrar a maquiagem e molhar o travesseiro. E falo nesse tempo verbal, pois não lembro da última vez que meu coração esteve limpo. Sempre tinha lá uma sujeirinha. Um rapaz com nome de pasta de dente que fez o coração acelerar. Um melhor amigo que acabei confundindo a atenção com paixão. Um cara que eu odiava e que do nada passou a ser a salvação para os meus dias de solidão. O rapaz que vi no metrô. Ou aquele que era perfeito para mim, mas eu não era perfeita para ele.
Mas a questão é que quando você se dá conta de que não tem jeito começa a passar na rua e ver casais se beijando e vira o rosto com raiva da felicidade deles. Sim, é errado ter raiva da felicidade alheia, mas não é errado querer ser feliz. Talvez seja errado ficar com raiva de não ter isso. Pode ser infantil também, mas é um sentimento automático e humano. Pode ser também que você rejeite todos os filmes e séries românticas e se concentre no sentimento do Ted ao ser rejeitado pela milésima vez pela Robin em How I Met Your Mother. Ou que volte a tona a sua revolta de o Lucas não ter ficado com a Brooke em One Tree Hill. O que pode vir a ser um ponto negativo se você ainda por cima resolver que se identifica com os personagens.
O problema também é quando o amor se apresenta de forma inconstante e incerta. E é por conta dessa incerteza que pecamos. Sabe aqueles dias de ansiedade que passamos pra saber se conseguimos ou não aquele emprego? Então, sabe essa sensação? Quando a gente gosta de alguém isso triplica. E tem gente que sai comendo tudo que vê na frente. Alguns bebem pra esquecer. E tem pessoas que, como eu, abrem a boca e falam tudo o que sentem na esperança de acertar o coração e a mente da pessoa com uma palavra. E aí que começam as angústias e os embrulhos.
Imaginem 2 mundos diferentes. Imaginem o planeta Terra se relacionando com Plutão. Imaginem um Ursinho Carinhoso tentando se relacionar com o Malvado. Imaginem Donald Trump com a Glória de Modern Family. Imaginem o Jon Snow com a Cersei.
São pessoas totalmente diferentes. São universos diferentes. Educações diferentes. Culturas diferentes. Manias diferentes. Então juntar toda essa bagagem requer muito esforço e significa abrir mão de coisas que as vezes não queríamos.
Percebe a bagunça que tem pra arrumar? Percebe que só vale a pena lutar quando há alguma reciprocidade, pois do contrário você vai ter que trazer tudo de volta e arrumar no lugar?
Amar é uma droga quando se ama sozinho. Amar nem é mais amor quando a gente não se ama. Toda poesia que antes líamos suspirando se transforma em um conto de terror e nos tornamos criancinhas de 5 anos de idade.
Na verdade a gente tem a mania boba de não querer gostar de ninguém nunca mais. Até que acontece de novo. E de novo. E de novo. Até que chegamos ao ponto pessimista inicial do texto. E nada nos tira da cabeça que o melhor é estarmos sozinhos, livre, leves e soltos. E tudo não passa de problematização besta. O amor é o melhor dos sentimentos. Amar nos torna vivos. Ter sentimentos bons por alguém nos tornam melhores e capazes de lutar pelo que acreditamos. Perceba que não tem como lutar contra isso ou controlar. Acontece e pronto. Sem pessimismo. Lance normal. Segue o jogo.

how-i-met-your-mother-sunrise

Anúncios

12 respostas para “A PROBLEMATIZAÇÃO DO AMOR

  • King

    Ótimo momento de introspecção Thais, momento para parar e analisar, mas você já parou para perceber que um dos problemas pode ser justamente esse? O analisar…..?
    Será que analisando demais a pessoa não cria conceitos ou modelos ideais para o relacionamento, sejam eles idealizados por algum personagem ou com algum “modelo ideal” de relacionamento.
    Deixe rolar mulher, não se cobre e nem cobre quem estiver ao seu lado, deixe a vidar rolar, não com um misto de desapego e descaso, mas sim sem a preocupação se ali será um relacionamento duradouro, preocupasse em viver e ser feliz apenas no “hoje” quando estiver com a pessoa que você ama, e você vera que os dias ao lado dessa pessoa serão eternos.
    Um forte abraço Thais e se cuida!

  • Marchese*

    O problema do amor é que desde pequenos temos uma ideia de um casal se completando, então as vezes buscamos alguém pra completar o espaço vazio, em veis de nos mesmo se completar com nosso Eu; uma amizade as vezes é amor, mas um amor as vezes nem sempre é uma amizade.
    O problema é que nunca foi simples entender o coração com a razão.

  • Hans Solo

    Compartilho dos pensamentos Thais, mas após algumas porradas que a vida nos dá cheguei à linha de pensamento que o problema é sempre a expectativa. Criamos dentro de nós o pensamento que as outras pessoas reagiriam às situações da mesma maneira que nós se estivéssemos no lugar delas. Doce ilusão. Isso nos faz ter uma série de pensamentos em que projetamos nos outros as atitudes que gostaríamos que eles tivessem, e não as atitudes que achamos que eles terão (será que consegui me fazer entender? Heheheh). No fim das contas o que é mais importante é a sinceridade que deveríamos ter uns com os outros e principalmente o diálogo aberto com o respeito ao que cada um pensa. Dessa maneira evitam-se dramas por problemas mal resolvidos e, ao mesmo tempo, cria-se a oportunidade de abrirem-se largos sorrisos quando se percebe que os dois estão querendo seguir o mesmo caminho 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: